segunda-feira, julho 30, 2012

sexta-feira, julho 27, 2012

Um olhar


Foto minha


                          I

Não protegeu sempre Deus os seus filhos?
Não fez sair do Egipto o povo eleito?
Isaac por um Anjo não foi salvo?
Caso autêntico: do meio dos milhos
 lagarto venenoso indo direito
ao bébé descuidado, mas seu alvo.
A mãe grita e um soldado, que passava,
com a bota o bicho logo esmagava.

                     II

Nos irracionais mesmo se passa:
galinha defende pintos do açor,
cobra não guarda a prole do lacrau?
A gazela, correndo, não a caça
a fera, que noutros com mais furor
cevará a fome e o instinto mau.
Não está o belo cisne a proteger
os filhos, ensinando-os a viver?

Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra

quarta-feira, julho 25, 2012

Um olhar


Foto minha

Janelas são espias de vida quotidiana, que, curiosos(as) abrem e fecham, respondendo ao desejo de cada um.
Varandas são olhares e conversas, interpelando o mundo.


domingo, julho 22, 2012

Um olhar


Foto minha

                      I

Ó abóbora és muito utilitária,
quer do rico suplemento
como do pobre o sustento:
servem-se muito de ti em culinária.
Quem dela uma sopa não aprecia?
E no Natal um beilhó
tão doce como um filhó?
E até és lúdico para a bruxaria.

                     II

Nos serviços públicos e nos privados
pessoal molengo abunda:
são escolha de segunda.
De falso ar de cansaço e empertigados,
em geral lestos na saída à hora.
Aderem a todas as greves,
dos caudilhos, os almocreves.
São os chamados "cabeças- de- abóbora".


Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra

segunda-feira, julho 16, 2012

sexta-feira, julho 13, 2012

Um olhar


Foto minha


(...) dou-te um doce, em troca de um beijo salgado.(...)

Lena D'Água

terça-feira, julho 10, 2012

Um olhar


Foto minha

Estamos em pleno desfiladeiro,
aonde viemos fartar a vista
e saciar de puro ar os pulmões.
Encontrámos este abrigo e soubemos
destinar-se ao descanso do romeiro
que deseja vida mais quietista.
Aí cozinha as frugais refeições
e se protege de animais quais Demos.

Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra

sábado, julho 07, 2012

Um Olhar


Areia escaldante, pregões ritmados de vendedores ambulantes, lutando por um difícil ganha pão, debaixo de um sol tórrido, agora fazendo uma breve pausa para um merecido descanso.












Fotos minhas


quarta-feira, julho 04, 2012

Pelos caminhos de Portugal...

O Pincho, maravilhosa queda de água, encontra-se em Riba d' Âncora ( Vila Praia de Âncora).










Fotos minhas



domingo, julho 01, 2012

Momento de poesia com Agostinho Fardilha



( Rei nascido neste mês)


Juntamente com a rainha Maria,
(unidos, pela afeição, Tio e Sobrinha),
limpaste, Pedro, injustiças à fidalguia;
havemos paço de Queluz tão asinha
ou basílica Estrela, deles autoria.

Agostinho Alves fardilha (o meu pai)
Coimbra
Imagem : internet

Mona Lisa " Animada"

ShareThis