terça-feira, dezembro 30, 2014

Mensagem de ANO NOVO




(...)

Para ganhar um ano-novo que mereça
este nome, você, meu caro, tem de
merecê-lo, tem de fazê-lo novo,

Eu sei que não é fácil mas tente,
experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
dorme e espera desde sempre.



autor desconhecido

sábado, dezembro 27, 2014

Um olhar



A vida é um caminho de sombras e luzes. O importante é sabermos utilizar as sombras e aproveitar a luz.

(Henri Bergson)

terça-feira, dezembro 23, 2014

sexta-feira, dezembro 19, 2014

Pelos caminhos de Portugal...


 Chafariz do Largo de Camões  em Ponte de Lima, da autoria do Mestre João Lopes, datado de 1603




terça-feira, dezembro 16, 2014

Um olhar

Serviu várias gerações.Descansou em lugar de destaque na última geração. Hoje, num sótão, espera que quem o herdou não o deixe lá, esquecido.



domingo, dezembro 14, 2014

Pelos caminhos de Portugal...



A azenha do Arco , em Vila Fria, concelho de Felgueiras, ainda está em funcionamento.
Este tipo de moinhos são as estruturas mais antigas, conhecidas pelo aproveitamento da energia cinética da água dos rios e ribeiras.







quinta-feira, dezembro 11, 2014

Um olhar


Pior, mas muito pior mesmo que as lágrimas de crocodilo, são os sorrisos de crocodilo...

(Mário Quintana)


segunda-feira, dezembro 08, 2014

Pelos caminhos de Portugal...

Torre da Rua de D. Pedro Pitões (Porto)

Casa - torre medieval descoberta na época das demolições do Terreiro da Sé, na década de 1940. Foi então completamente reconstruída,  estando deslocada do sítio original. Na parede norte pode ver-se um balcão em pedra de feição gótica, elemento de construção recente. Aqui esteve instalado o Gabinete de História da Cidade até 1960.









quarta-feira, dezembro 03, 2014

Um olhar



"Cai uma folha, inicia-se o outono. Cai uma lágrima, finda um amor."

(Pablo Danielli)


segunda-feira, dezembro 01, 2014

Momento de poesia com Agostinho Fardilha


Fotos minhas
Composição: Luís Fardilha


Dezembro(mês da flor de Natal)



Dizem que até dos Anjos tem protecção
e encheu do Menino Deus manjedoura,
zangando o demónio furioso;
e de Jesus recebeu a beleza;
menina pô-las no altar e no chão:
bem logo ambas tomaram cor não loura,
rubro ,sim, e com cheiro bem gostoso;
o Natal dá cor à Mãe Natureza.


Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra



Mona Lisa " Animada"

ShareThis