segunda-feira, abril 27, 2009

CANTIGA DE AMOR


(Cantiga de refrão, com finda de dois versos e com dobre, em decassílabos agudos, segundo o esquema a b b a C C/ c c)


Senhora, como eu seria feliz
se estivesse sempre junto de Vós!
Contente ficaria que p’ra nós
Vosso olhar dissesse que éreis feliz,
estando ansioso meu coração
por saber se Vós direis sim ou não.

Vosso rosto é lindo, rosto sem par.
Se sorris, paro; quero vê-lo bem.
Mas a vossa lembrança me mantém
na esp’rança de em tudo ser vosso par,
estando ansioso meu coração
por saber se Vós direis sim ou não.

Amor, culpado desta coita sois.
Meu coração por Vós se apaixonou;
Vosso vassalo para sempre sou
e Vós suserana para mim sois,
estando ansioso meu coração
por saber se Vós direis sim ou não.

Haverá, neste mundo, sabor tão
grande como a verdadeira paixão?



Agostinho Alves Fardilha
(O meu Pai)
Coimbra
sabor= alegria

Mona Lisa " Animada"

ShareThis