sábado, outubro 31, 2009

sexta-feira, outubro 30, 2009

Primeiro e-mail foi enviado há 40 anos.

A primeira mensagem de correio eletrónico entre dois computadores situados em locais distantes foi enviada a 29 de Outubro de 1969, dois meses antes de ter surgido a internet.
Hoje mais de 70% dos internautas utilizam com regularidade o correio electrónico como meio de comunicação.

JN-29/10/2009
Foto:JN


Informação completa aqui.

quinta-feira, outubro 29, 2009

quarta-feira, outubro 28, 2009

Explicações de Português…por Miguel Esteves Cardoso


Descrição:


(...) Gosto de sossegar como verbo transitivo. Sossegar só por si não chega. É mais bonito sossegar alguém. Quando se pede “Sossega o meu coração” e se consegue sossegar. Quando se sai, quando se faz um esforço para sossegar alguém. E não é adormecendo ou tranquilizando alguém. E não é adormecendo ou tranquilizando, em jeito de médico a dar um sedativo, que se sossega uma pessoa. É enchendo-lhe a alma de amor, confiança, alegria, esperança e tudo o que mais que é o presente a tornar-se, de repente, futuro. É o futuro que sossega. “Amanhã vamos passear” sossega mais que “Não te preocupes” ou “Deixa lá, que eu trato disso”.



Miguel Esteves Cardoso In “Explicações de Português”
Imagem:internet

terça-feira, outubro 27, 2009

Um olhar


Autênticos "novelos" de uma beleza particular, adornam e embelezam os jardins, dando-lhes vida e cor.
São flores!
São ternura!

Fotos minhas



segunda-feira, outubro 26, 2009

O corpo feminino por Paulo Coelho


Não importa o quanto pesa. É fascinante tocar, abraçar e acariciar o corpo de uma mulher. Saber seu peso não nos proporciona nenhuma emoção.

Não temos a menor ideia de qual seja seu manequim. Nossa avaliação é visual, isso quer dizer que se tem forma de guitarra…está bem. Não nos importa quanto medem em centímetros- é uma questão de proporções, não de medidas.

As proporções ideais do corpo de uma mulher são: curvilíneas, cheiinhas, femininas. Essa classe de corpo que, sem dúvida, se nota numa fracção de segundo.

Não há beleza mais irresistível na mulher do que a feminilidade e a doçura. A elegância e o bom trato, são equivalentes a mil viagras.

A maquilhagem foi inventada para que as mulheres a usem:
Usem!
Para andar com a cara lavada, basta a nossa. Os cabelos quanto mais tratados, melhor.

As saias foram inventadas para mostrar suas magníficas pernas…porque razão as cobrem com calças longas?
Uma onda é uma onda, as cadeiras são cadeiras e pronto.

Se a natureza lhes deu estas formas curvilíneas, foi por alguma razão e eu reitero: nós gostamos assim.
Ocultar essas formas, é como ter o melhor sofá embalado no sótão.

Entendam de uma vez!
Tratem de agradar a nós e não a vocês. Porque, nunca terão uma referência objectiva, do quanto são lindas, dita por uma mulher.

As jovens são lindas…mas as de 40 para cima, são verdadeiros pratos fortes. Por tantas delas somos capazes de atravessar o atlântico a nado.

O corpo muda…cresce. Não podem pensar, sem ficarem psicóticas que podem entrar no mesmo vestido que usavam aos 18.

Nós gostamos das mulheres que sabem conduzir sua vida com equilíbrio e sabem controlar sua natural tendência a culpas.

Ou seja, aquela que quando come tem que comer, come com vontade ( a dieta virá em Setembro, não antes); quando tem que fazer dieta, faz dieta com vontade (não se batoteia e não sofre).

Quando têm que ter intimidade com o parceiro, têm com vontade; quando têm que comprar algo que goste, compra; quando tem que economizar, economiza.

Algumas linhas do rosto, algumas cicatrizes no ventre, algumas estrias não lhes tiram a beleza.

São feridas de guerras, testemunhas de que fizeram algo em suas vidas, não estiveram anos “em formol” nem em spa…viveram.


A beleza é tudo isto
(Paulo Coelho)



Foto: pos-de-perlimpimpim


quinta-feira, outubro 22, 2009

Encostas do Douro

Com suas vinhas verdejantes, serpenteando o rio, elas são de uma beleza ímpar.
Chegado o Outono, os tons mudam e os castanhos avermelhados aumentam a sua beleza.

Apreciem!



Fotos:mfariarodrigues
Vídeo meu

terça-feira, outubro 20, 2009

Voltei ao baú!!!

Para variar tirei de lá uma toalha, para camilha, feita em croché (linha fininha).

Acho-a linda!
Claro!...Sou suspeita!





Fotos minhas

sexta-feira, outubro 16, 2009

Dia Mundial da Alimentação

Para lembrar este dia e porque a sopa é a base da alimentação publico este poema de meu pai.




Trovas

A lenda de “A sopa de pedra”

Conta-se que em Almeirim e tempos idos
um frade esfomeado e barrigudo,
instruído, expedito e não sisudo,
às portas batia, mas seus gemidos
nem os ricos lavradores convenciam
a darem para a fome qualquer cousa.
Muito madraço e preguiçoso ousa
vestir hábito e freires pareciam.

Até os cães sabiam distinguir
um falso irmão, de um conventual.
Ao nosso fradinho, que era real,
ladravam, é verdade, mas o latir
era outro: p’ra dizer que estava ali
alguém, a chorar, que metia dó;
tinha como que, na garganta, um nó;
de certo pedia algo para si.

Em ano de crise, pior ainda.
Uma vez mais insiste e do cancelo
chama os donos e em lastimoso apelo
descreve o motivo da sua vinda.
Era um casal rico, mas avarento.
O mendigo, de barriga vazia,
diz que sopa de pedra fazer ia.
Na panela, emprestada, pô-la dentro.

No pote- tudo dado- pondo vai
chouriço, unto, feijão, batata, sal.
Fervendo, sobe ao ar cheirinho tal
que o casal, pasmado, dali não sai.
A malga cedida, mais de uma vez
encheu e comeu o caldo com prazer.
E a pedra?- disse ela sem perceber.
Respondeu o frade:… p’ramanhã talvez!

Fym (fim)

Os bens, que temos cá, a Deus pertencem.
Entregar parte devemos aos pobres.
De coração sejamos sempre nobres
e os mais desamparados agradecem.
A avareza é hostil ao amor.
Decerto o frade não ia esquecer
o bem que o casal tinha de fazer:
pediria sorte p’ro lavrador!


Observação: trova, em oitavas de decassílabos, segundo o esquema abbacddc. Nas 1-ª e 3-ª estrofes a rima é grave; nas 2-ª e 4-ª, é aguda. No “fym”, os primeiros quatro versos são de rima grave e os restantes, de aguda. Em todas as estrofes adoptou-se a rima interpolada.

Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra



quinta-feira, outubro 15, 2009

Parabéns, Paula, por mais um novo livro de poemas.



Visitem-na. Vale a pena!




Hoje, seleccionei este.


Princípio

Serão os olhos mansos
Que recordo
Ou o sorriso mudo
Da tua boca?
Será que serão
As mãos brandas
E o corpo perturbador
Que recordo ainda
E serão as palavras cansadas
E os beijos enlouquecidos
Que me acordam
E que recordo
Hoje como um princípio
De tudo?

Paula Raposo

quarta-feira, outubro 14, 2009

Momento de Poesia



OS DEGRAUS

Não desças os degraus do sonho

Para não despertar os monstros.

Não subas aos sótãos – onde

Os deuses, por trás das suas máscaras,

Ocultam o próprio enigma.

Não desças, não subas, fica.

O mistério está é na tua vida!

E é um sonho louco este nosso mundo...

Mario Quintana - Baú de Espantos
Foto minha

terça-feira, outubro 13, 2009

Tamareira "rainha" em Marrocos.

Viajando por Marrocos deparei-me com uma imensa e sumptuosa extensão de palmares de tamareiras.

Um “mar” verde!









Fotos minhas

segunda-feira, outubro 12, 2009

Opinião


Uff, acabou



Como na comédia de terror "Welcome to Zombieland", que bate recordes de bilheteira nos Estados Unidos, na última sequência, ontem, domingo, da comédia que animou o ano português, as personagens principais tinham nomes de cidades e sedes de concelho.
Perseguidas durante seis longos meses por "zombies" de todas as colorações possíveis (laranja, cor-de-rosa, vermelho, azul, verde…), as vítimas podem finalmente respirar fundo e dizer "uff!". Os comedores de carne eleitoral regressarão agora, durante uns anos, aos seus gabinetes ou refugiar-se-ão, ressentidos, nos obscuros tugúrios da oposição, das TV e dos jornais desaparecerá a palavrosa e astrológica subespécie dos politólogos e os cidadãos poderão voltar a frequentar as ruas sem serem agredidos por cartazes, discursos, beijos, arruadas e caravanas automóvel com música pimba aos berros. O país regressará à "normalidade" de sempre, a da miséria, da corrupção e do incumprimento das promessas, mas, pelo menos, durante algum tempo, ninguém nos pedirá (ou, se calhar ir por diante a vontade do imperador dos Açores, nos exigirá) que ratifiquemos tudo isso.

Manuel António Pina

JN 12-10-2009


Subscrevo

domingo, outubro 11, 2009

Achei interessante!

Num país africano (Marrocos) a propaganda eleitoral está restrita a uma parte da parede, na praça, dividida em partes iguais pelo número de partidos (ver fotos).
Os candidatos, apenas aí, podem expor as suas ideologias, diminuindo deste modo a poluição visual.





Fotos minhas

quarta-feira, outubro 07, 2009

Memórias (1968)

Decorrem as recepções aos caloiros.Recordo uma em que participei.



( eu ) Disfarçada com as tranças da minha irmã Teresa


(eu) Desfilando na passerelle

Onde estou? Descubram-me!

segunda-feira, outubro 05, 2009

Implantação da República




Há cem anos o regime e os valores mudaram.

Para melhor?
Para pior?

Cada um saberá avaliar em consciência qual a melhor opinião.


Imagens:internet

sábado, outubro 03, 2009

Sabedoria Popular

Alguns



de Outubro
Em Outubro sê prudente: guarda pão, guarda semente.

Em Outubro, o fogo ao rubro.

Em Outubro, paga tudo.

Logo que Outubro venha, procura a lenha.

Outubro meio chuvoso, torna o lavrador venturoso.

Outubro quente traz o diabo no ventre.

Outubro suão, negaças de Verão.

Quando Outubro for erveiro, Guarda para Março o palheiro.

Se em Outubro te sentires gelado, lembra-te do gado.

sexta-feira, outubro 02, 2009

Frases lógicas




"Se Sócrates governar de modo diferente, diminuir a arrogância do estilo e o voluntarismo das políticas, não será por ter perdido a maioria absoluta mas porque o País mudou... Aumentaram os pobres e os desempregados...”

Maria José Nogueira Pinto, "Diário de Notícias", 1-10-2009



“Tanta gente a refilar com o governo e a dizerem o quão descontentes estão com as politicas do mesmo e depois vê-se uma taxa de abstenção tão grande?! Se querem mudar alguma coisa votem, em vez de andarem a protestar por tudo e por nada. Tamanha taxa de abstenção é uma vergonha.”



Sofia M(" i",1-10-2009)


Imagem:internet

quinta-feira, outubro 01, 2009

Origem do nome do mês de Outubro




É o décimo mês do ano no calendário gregoriano, tendo a duração de 31 dias. Outubro deve o seu nome à palavra latina octo (oito), dado que era o oitavo mês do calendário romano, que começava em Março. Uma curiosidade é que Outubro começa sempre no mesmo dia da semana que o mês de Janeiro, quando o ano não é bissexto.

Pesquisa: internet
Imagem: internet

Mona Lisa " Animada"

ShareThis