sexta-feira, setembro 18, 2009

Quando li recordei o sabor


(…) como muitos europeus que viveram em África, Adelina adoptara a culinária africana que, em boa verdade, era o resultado da adaptação da cozinha levada pelos brancos pobres aos produtos disponíveis em África.
Uma culinária de guisados e estufados que os nativos nunca haviam provado, com refogados fritos em óleo de palma e cozeduras em caldos de dendens, baptizados de moamba de galinha, de peixe, de calulus de carne seca, acompanhados pelos vegetais da terra, os quiabos, a abóbora carneira, as folhas de mandioca, a cangica de milho e feijão, o funge angolano, com farinha lançada em chuva sobre a água a ferver até fazer uma geleia que também podia servir de cola-tudo. Uma comida de encher a barriga, se não de carne e peixe, pelo menos de farináceos e , acima de tudo, de saudades de África. Tudo bem temperado de jindungo.(…)

Fala-me de África
Carlos Vale Ferraz

Mona Lisa " Animada"

ShareThis