terça-feira, abril 25, 2017

Um olhar


(...)


O Tejo desce de Espanha
E o Tejo entra no mar em Portugal.
Toda a gente sabe isso.
Mas poucos sabem qual é o rio da minha aldeia
E para onde ele vai
E donde ele vem.
E por isso porque pertence a menos gente,
É mais livre e maior o rio da minha aldeia.
(...)
O rio da minha aldeia não faz pensar em nada.
Quem está ao pé dele está só ao pé dele.
O que nós vemos das coisas são as coisas.

(Alberto Caeiro)


Mona Lisa " Animada"

ShareThis