sexta-feira, agosto 28, 2009

Explicações de Português…por Miguel Esteves Cardoso


“Gosto muito de palavrões”

"Quando um palavrão é usado literalmente é repugnante. Dizer «A sanita está entupida de merda» ou «Tenho uma verruga na ponta do caralho» é inadmissível. No entanto, dizer que um filme é uma «merda» ou que comprar uma casa em Massamá não lembra ao «caralho», não mete nojo a ninguém. Cada vez que um palavrão é utilizado fora do seu contexto concreto e significado, é como se fosse reabilitado. Dar nova vida aos palavrões, libertando-os dos constrangimentos estritamente sexuais ou orgânicos que os sufocam, é simplesmente um exercício de libertação. Quando uma esferográfica pode ser puta («... não escreve!»), desagrava-se a mulher que se prostitui. Quando um exame de Direito Administrativo é «fodido», há alguém, algures, deitado numa cama, que escusa de se foder. "


Miguel Esteves Cardoso in” Explicações de Português”

Mona Lisa " Animada"

ShareThis