segunda-feira, julho 27, 2009

António de Oliveira Salazar, o Obreiro da Pátria

Faz hoje 39 anos que morreu o maior português de todos os tempos...



"Eu tinha 22 anos quando Salazar abandonou o governo, em 27 de Setembro de 1968, e 24 quando ele morreu, em 27 de Julho de 1970. (...) Na memória tenho aquela voz característica, com convicção mas ainda clerical e guardando sempre um fundo de pronúncia beirã. - Jaime Nogueira Pinto, in Salazar, o outro retrato.


Durante 40 anos, António de Oliveira Salazar comandou os destinos de Portugal. 39 anos após a sua morte, o seu nome continua a suscitar polémica. Defendido por uns, acusado por outros. Idolatrado ou odiado, símbolo de uma época de ouro recortada com saudade ou da estagnação e do "atraso português".


Para mim Salazar será sempre o pensador, político e homem de Estado que transformou Portugal num país melhor. Restaurou as Finanças Públicas, substituiu a Ditadura Militar por um Estado constitucional autoritário, disciplinou os seus "amigos" e aliados de direita e conduziu uma arrojada e bem sucedida política externa na década de grandes conflitos europeus. Salazar quando abandona o poder, deixa um país mais desenvolvido, material e espiritualmente, do que aquele que encontrou em 1928.


Hoje é um dia triste, sem dúvida, mas com os dias que correm ele surge não como um motivo de tristeza mas como um incentivo a trazer Salazar para os nossos dias. Adaptar a força, a determinação, a convicção, a humildade, o patriotismo, o trabalho, a devoção, o sucesso do Obreiro da Pátria aos nossos dias apresenta-se como um desafio às gerações vindouras. Que se encham manuais de História e Geografia com a sua obra, com o seu legado, para que de uma vez por todas percebam que a mudança é urgente e acima de tudo fácil. Basta recuar 39 anos de história e trazer a glória e o progresso de volta ao nosso país.


Guilherme


QUEREMOS SALAZAR!



Recordem este grande homem...





21 comentários:

Mona Lisa disse...

Até que enfim!

Bons olhos te leiam, Guilherme!

Voltaste com um artigo de "peso".

Como sempre bem documentado. Gostei de o ler. Fizeste bem em recordar Salazar.
Faz parte da história pela positiva para muitos portugueses, mas pela negativa para alguns.

História é História!

É cultura de um Povo!

Parabéns!!!

Beijos da tia Lisa

Maria disse...

Concordo contigo!

Tb digo:

Queremos Salazar!

Anónimo disse...

Fascista!!!

Anónimo disse...

Fui ver a tua idade. Estás desculpado!

Não sabes o que dizes!

João disse...

De jovens assim é que o país precisa!

Vamos em frente!

"Queremos Salazar"!

Daniela, menina dos sonhos. disse...

Olá (Elisa)! ^^

"Um pedaço de mau caminho"? Hum, sim, sim. ;P
Realmente, não é nada que se perca, e também é a simpatia em pessoa, pelo menos quando falo com ele pelo msn.
Quanto ao mimnho que me ofereces-te... depois de muita procura lá o encontrei.
É lindo!! +.+
E outra coisa...
Parecias triste por não fazer ponto de cruz... Porque não experimentas? É fácil, e uma arte nada cara.
E acho que não te arrependias! ;)

Beijos grandes,
Daniela Tavares! ^.^

PS: E Guilherme, grande post. Acho que nunca tinha visto nenhum teu, mas gostei. *.*

Carlos disse...

Ignorar a história de um povo é o mesmo que ignorar a sua existência.
Parabéns Guilherme por te lembrares do estadista que foi Salazar.
Assim revelaste a coragem em abordares assuntos que incomodam muita gente.

Aquele abraço do teu tio carlos.

Carla disse...

Uau amiga, que entrada polémica, desta vez vais bater record de bilheteira, já estou mesmo a ver.......
Mudando agora radicalmente de assunto, aquele site deve ser bem visto tem uma parte com uma casa toda feita com aquela técnica, espreita porque vais ficar deliciada, qualquer pessoa, com mais ou menos jeito pode usar a técnica com muito sucesso, é super mesmo. Beijão linda

Anónimo disse...

Falas de barriga cheia!

Não deves saber o que são nacessidades!

Nilson Barcelli disse...

Não concordo.
Mas a minha opinião é subjectiva.
Tal como a tua (mas nem sei quem és...).
Mas, penso eu, Salazar fica para a História como um mau ditador.
Boa semana, abraço.

mfc disse...

Ficará para a História como alguém que menorizou os Portugueses durante quase 50 anos.
Ficará para a História como alguém que nos livrou de uma Guerra justa de 6 anos (a 2ª Guerra Mundial) e nos impingiu uma injusta de 14 ( a Guerra Colonial).
Ficará para a História como alguém que nos colocou na cauda da Europa ( e diga-se a verdade... ainda de lá não conseguimos sair).
Ficará para a História como alguém que para sobreviver politicamente teve que criar uma polícia política que assassinou, torturou, desfez famílias em nome do Deus, Pátria e Família...
Não me querendo estender mais, ficará decerto para a História como um dos períodos negros que Portugal já atravessou, mas que felizmente venceu.

A grande vitória deste regime é que um post que expressa uma opinião, que se vingasse, aniquilaria todas as outras opiniões discordantes, tenha a possibilidade de ser escrito sem que possa acontecer o que quer que seja a quem o assina.
Vivemos num regime de liberdade de expressão, em que quer o post, quer a minha resposta podem conviver sadiamente.

Um abraço

Just Me...S disse...

Não sou desse tempo, mas os meus pais contam-me muita coisa, temos de admitir que se vivia no exagero, mas em certas coisas ele neste momento em Portugal poderia ajudar a endireitar muita coisa...

Beijoca amiga

Mena disse...

Olá!
Odiado por uns e amado por outros! Talvez estejamos a precisar de alguém com o carisma de Salazar para endireitar isto... Hoje, as coisas também não estão nada famosas, a corrupção alastra, alastra e a pobreza continua a crescer e... e... Enfim, falemos de outras coisas...
No meu canto, os eslovenos continuam a cantar e a encantar, as t-shirts contam histórias de outros tempos, ao lanche uma "comidinha" saudável, os miminhos para as amigas também não podiam faltar e...
Bj
Mena

peciscas disse...

Poderia repetir tudo o que o mfc escreveu.
Mas direi que quem tem saudades do Salazar, na quase totalidade dos casos, não viveu sob o seu jugo.
Debaixo daquelas falinhas mansas, havia um implacável ditador.
Nesse tempo, que eu vivi como um pesadelo, quem não concordava com o regime, era preso, torturado, por vezes, assassinado. Ou seja, todos eram obrigados a pensarem da mesma maneira.
E o tão cantado "génio" económico do ditador é uma velha falácia. O homem nunca quis um país desenvolvido, industrializado, moderno. Só queria um país rural, com com a maioria da população a saber só "ler, escrever e contar". E nem isso cumpriu ,pois Portugal tinha uma enorme taxa de analfabetismo, principalmente entre as mulheres (cujos direitos de cidadania quase não existiam- sabias disso Guilherme?).É que o Salazar não ignorava que, quanto mais culto fosse o povo, mais dificilmente se deixaria subjugar.
Ainda hoje estamos a pagar os juros dessas políticas obscurantistas.
Como já foi dito, se o salazarismo ainda vigorasse, não haveria blogosfera, não haveria a possibilidade de se expressarem opiniões opostas, como estamos a fazer nestes comentários.
Só haveria, provavelmente, espaço para guilhermes.
Mas, se eu sonhei com o fim da ditadura, vou continuar sempre a defender este regime que permite, inclusivamente, que se manifestem os saudosistas de um tempo que envergonhou, isolou e depauperou o país.
Mas, no fundo, quem assim fala, já sabe que, na Europa, não será possível o retorno às ditaduras. Por isso, até pode dar-se ao luxo de repetir discursos retrógrados e estafados.
Viva a Democracia!

Guga disse...

Ninguém fala em ditadura, apenas nas coisas boas que Salazar fez. Numa aldeia europeia na qual estamos inseridos apenas se pode exigir que uma mudança seja feita, que as políticas que orientam o nosso país mudem drasticamente para que possamos viver num sítio melhor! Por conseguinte reconheço que coisas más existem como em tudo o que deste mundo faz parte, mas se hoje pegássemos naquilo que de bom foi feito por Oliveira Salazar a corrupção, a inveja, a burocracia, as rivalidades, o crime, a insegurança, a arrogância, os "roubos" que os "grande senhores" da bolsa portuguesa cometem entre muitos outros problemas decerto poderiam ser diminuídos. Quando se pede uma mudança as pessoas falam e falam, mas soluções, onde estão?

Tirem a venda que vos tapa os olhos e lutem por algo. Calarem-se e submeterem-se a "engenheiros" Sócrates e companhia não é solução!

E este post destina-se apenas a retirar o que de bom foi feito. Guilhermes como este têm espaço porque acreditam em algo ao contrário do resto da população que sem confiança naqueles que governam já nem sequer às urnas se dirigem...

ps: pessoas anónimas que se identifiquem!

Um bem-haja a todos!

Anónimo disse...

"Anónimo disse...
Fui ver a tua idade. Estás desculpado!

Não sabes o que dizes!"

Mas um jovem não pode ter ideologias? 'Cá para mim isso é Salazarismo, ou será Comunismo? Depende do que lhe quisermos chamar. Penso que em cada época haverá a política certa.
Seria bom que hoje existissem muitos jovens com esse sentimento de patriotismo como o Guilherme, independentemente das suas ideologias.
Duma coisa tenho a certeza, falta-nos muita organização, segurança, assistência, seriedade e, porque não dizer alguma disciplina. Qual será hoje a política correcta?

JC

Fernando Beja disse...

Sei que o Guilherme não foi influenciado em casa por estas ideias, mas pelo que estuda no Colégio, pelo que lê na Internet e, se calhar, pelo que analisa no dia a dia dos telejornais e da sua vivência…

Ao falar sobre o Dr. Salazar se prova que os grandes Homens e as suas acções estarão sempre sujeitos a grandes controvérsias.

Palavras ímpares de alguém que tudo deu à sua Pátria, sem dela se servir:
"Sei muito bem o que quero, e para onde vou".
“Se soubesses quanto custa mandar, gostarias de obedecer toda a tua vida”.
Porque será que o povo português, de agora, o nomeou como “O MAIOR PORTUGUÊS DE SEMPRE”?

Os mais antigos (idosos) decerto se lembrarão da situação caótica e de ruptura a que a Primeira República tinha conduzido o país e lhe estarão agradecidos pela sua acção ao criar o Estado Novo (por ele chefiado até 1968) que permitiu uma época de paz social, progresso económico e restauração dos valores nacionais, atravessando períodos extremamente difíceis como foram a guerra de Espanha, a II guerra mundial (ficando os portugueses ilesos dos aspectos mais nefastos do período do pós-guerra) e a defesa do Ultramar; foram realizadas obras que mudaram a face do país, a valorização económica era inegável (onde estão as toneladas de ouro que nos deixou?), havia paz interna, respeito pela propriedade, pela família, pelas crenças religiosas e pelo trabalho de cada um, segurança nas ruas e defendia-se intransigentemente a integridade nacional.

Era uma ditadura? Se calhar era! Foi difícil para muitos? Pois foi.

Mas hoje, esta "democracia" da morte pelo aborto, da eutanásia, da opressão, da vergonha, da humilhação, do desemprego, da pobreza, da fome, dos suicídios, da máfia, do crime organizado, dos pedófilos, dos homossexuais, da promiscuidade, da exploração do homem pelo homem, da falta de educação, da miséria, do aproveitamento ilícito, da segregação entre um povo, da juventude que não tem emprego nem futuro, dos reformados sem pensão, etc. etc. será melhor?

Quem se lembra do que foi viver após o 25 de Abril? Quantos “guedelhudos” mal encarados e armados vos invadiram a viatura após horas e horas em barragens feitas por estes “patriotas” à procura de armas? Quem levou a cabo a triste “descolonização”, que não foi mais que um extermínio dos povos africanos e um abandonar de todos os pertences dos portugueses que por lá viviam e trabalhavam? Quem deu origem à desertificação do Alentejo? A terra a quem a trabalha? A terra de quem? Trabalhar quem, que faz calos?

Fernando Lopes

Tia Zé disse...

Força Guilherme!
Portugal precisa muito de jovens como tu para que saia desta corrupção.

Bjs.

Kiko disse...

Meu irmão, quem fala assim sabe o que diz!

Concordo incondicionalmente com tudo o que escreveste.

Aquele abraço do teu irmão.

Frederico Lopes

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Anónimo disse...

FAIL

Mona Lisa " Animada"

ShareThis