terça-feira, dezembro 15, 2009

A pobreza dos outros





O padre que, na infância, nos dava a catequese pregava a pobreza no púlpito mas, fora dele, tinha vinhas e senhorios e dizia-se que pagava as jornas mais avaras da região. Um dia em que apareceu com um carro novo, um Taunus azul escuro, o Américo, filho do taberneiro, pôs-lhe uma inocente questão teológica: porque é que Cristo andava a pé ou de burro e não de automóvel? O padre António ofendeu-se; respondeu que burro era ele, Américo, porque no tempo de Cristo não havia automóveis e que, se houvesse, Cristo teria um carrão. Nesse dia, a catequese foi sobre o pecado da inveja e o Américo teve que prometer que se iria confessar. Ocorreu-me esta história ao ler no DN que o Papa virá a Portugal (três horas de viagem) num avião adaptado para lhe assegurar o máximo conforto. "O espaço ocupado pela 1.ª classe terá um quarto com cama para o Papa, outro para o seu secretário pessoal, uma casa de banho com chuveiro, um salão social e até uma pequena capela". Aprendi a lição do padre António e não duvido que, se no seu tempo houvesse aviões, Cristo também andaria com cama, salão social e capela atrás de si.



Manuel António Pina
JN- 14/12/2009



Subscrevo

18 comentários:

Maria Cusca disse...

Olá amiga.
Um tema que dava (pano para mangas) para muitos porquês...
Eu sobre isso, só tenho a dizer o que sempre ouvi desde pequena.
Um padre no púlpito diz,
" Meus irmãos façam o que eu digo"....
Raramente os ouvimos dizer, façam o que eu faço.
Jinhos grandes

Maria Cusca disse...

olá amiga, voltei.
Para dizer que sou católica e acredito em Deus.
Já nas pessoas... por vezes tenho alguma dificuldade...
Jinhos

Milai disse...

Olá Elisa. Eu também sou católica, pelo menos foi a educação que me deram
Acreditar em Deus também acredito embora para mim a palavra Deus já não tenha o significado que tinha quando eu era pequena, mas nas pessoas que falam por ele já é outra história e nunca mais sairiamos daqui se eu fosse
explicar.
Resumindo eu acho que não podem pregar nem servir de exemplo se não praticarem o espírito de Jesus. Não importa o tempo em que se está a viver. O espírito é só um e parece-me que infelizmente desapareceu em quem devia dar o exemplo.
Beijinhos

Laurita disse...

Olá Elisa, pois é minha amiga a história repete-se ao longo dos anos faz o que eu digo não faças o que eu faço. Embora me obrigassem a ser católica, a ir á catequese há muitas coisas que eu não concordo. Respeito quem tem a sua fé só não entendo, quem diz e faz tudo, com o nome de Deus na boca e a seguir vai à igreja. Fazer o quê? Pedir perdão pelas coisas que fez ou disse? Bem isto não só dava pano para as mangas como ainda dava pra fazer um casaco. Beijos amiga e boa semaninha.

Paula Raposo disse...

Eu também aprendi de que 'bem prega Frei Tomás'...
Beijos.

Mal-Me-Quer Bem-Me-Quer disse...

Olá Elisa
Um Tema com pano para mangas sem dúvida.
Beijocas
Ana

Diogo disse...

Olá Elisa
O que seria dos padres e também da igreja se não houvessem pobres? Diziam que ser pobre era uma dádiva de Deus. Se o pobre questionava a "dádiva" era invejoso.
Os padres da aldeia nunca comiam à mesa dos pobres mas sim dos abastados, porque à mesa dos pobres lavariam a alma, já que a comida era escassa, e à mesa dos ricos enchiam a alma de barriga cheia. Uma escolha óbvia.Há excepções? Claro que sim. Mas esses até eram desprezados pela igreja e seus pares.
Bjo
Diogo

Bella disse...

Se as pessoas soubessem a origem da Igreja Católica não ficariam tão surpreendidas. Quem a criou foi o Imperador Constantino no século 4D.C. de forma a salvaguardar o Império Romano intitulando-se Bispo Dois Bispos. Ele via que o seu Imperio se ruía e que mesmo perseguindo os Cristãos estes cada vez cresciam mais e mais. Habilmente mentiu dizendo que se havia convertido a Cristo mas adorando os deuses romanos. Daí que se encontre muitas práticas do culto de Baal nela bem como as imagens de Nimrod e Simeramis que datam da Babilónia, o que é claramente contra o primeiro mandamento das tábuas da lei (Êxodo 20)!

O Vaticano é uma país monarquico cujo rei é o Papa. Ele não é sujeito às leis de Itália!

Para espanto de muitos, a Igreja Católica não é uma instituição religiosa mas sim política ligada à maçonaria.

Bjs

artes_romao disse...

boa tarde,td bem?
que belos posts...como já nos habituaste a ler...
adorei e é absolutamente verdade.
fica bem,jinhos***

Agulheta disse...

Amiga Elisa.Sou católica mas acreditar em palavras de padres,era pano que dava para mangas aqui explicar,vejo tantos cheios de dinheiro e nada fazem em prol da pobreza que existe por tanto lado,nem querem saber.
Beijinho

peciscas disse...

Leio sempre a coluna do meu amigo Manuel António Pina e concordo quase sempre com o que ele diz.
Poderia até acrescentar o exemplo do Padre D. que pastoreava a minha aldeia em tempos idos, que chegou lá com uma velha e desconjuntada mota e , às tantas, até nos comprou um terreno para construir uma garagem ao lado de uma capela onde rezava missa para guardar o carrito enquanto "trabalhava"... Acabou riquissimo, numa aldeia bem pobre.

Nilson Barcelli disse...

Não tenho nada contra a riqueza e a sua ostentação, se ela for minha... eheheh...
Gostei da ironia do texto.
Beijos.

Just Me...S disse...

Um tema que suscita muita polemica. A minha fé por varias vezes já foi abalada...e toda a ostentação à volta da Igreja mexe muito comigo...

beijoca doce

JPD disse...

Quando se olha para a Igreja, enquanto instituição, nunca se deve esquecer que há duas versões:

A CURIA, no Vaticano, sumptuosa e protocolar;
A Igreja no terreno, aquela que acompanha e apoia os desvalidos e é vítima das maiores atrocidades.

Saudações

Anónimo disse...

Mas que tema!!!
Dou os parabéns a quem o escreveu e a quem o publicou.
Sou católica e praticante.
Mas por ventura a Igreja deixou de ser centro das atenções??? Jamais isto acontecerá. E atendendo à crise de valores será muito mais apontada por tudo que disser ou fizer.
" Ou se tem fé ou não."
Não se pode transmitir a fé como se transmitem os conhecimentos de Português!
O Santo Padre até poderia utilizar o melhor avião do mundo! e eu não deixaria de acreditar na Omnipotência do Deus Criador.
Seria este Homem tão "patético" que se deixaria crucificar e morrer, quando Lhe teriam sido suficientes umas simples palavras dizendo apenas que não era o Rei???
É na verdade uma situação "luxuosa"
onde se instalará o Papa.
O artigo tão bem escrito (não duvido da sua veracidade) leva-nos a defrontar com a realidade da pobreza que se vive, que se viveu e que se viverá ao longo dos séculos e séculos.
Mas será por ventura por esta "pompa toda" que eu vou duvidar dum Homem que nasceu num «estábulo»
que viveu toda a sua vida a pregar, a fazer o bem, a curar os «doentes», a ressuscitar os mortos,
e que levou e leva tantos e tantos seres a dar a sua vida por Ele?
Os Seus apóstolos que nos deixaram o seu testemunho de fé entregando-se à morte,de nada vale?
Os homens e mulheres que temos na nossa história com actos de bravura e entrega total a Cristo de nada serve ou serviu?
Temos tantos e tantos exemplos!!!
É só fazer um exercício de memória:
Comecemos para não ir muito longe, o nosso Condestável, hoje Santo Nuno!


«Eu sou :
O Caminho,a Verdade e a Vida.»


Respeito quem não acredita e tenho, sinto pena de quem não possui este tesouro fantástico que é a FÉ.
A Fé é adulta, sensata.
Só a Fé vê bem, distingue o erro da verdade.


«Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância»


Cristo «teima» em se revelar aos pequeninos, de coração simples e puro, de inteligência grande para poder ser humilde.

Conclusão: é evidente que não estou de acordo com toda«este espaço que ocupará Sua Santidade!!!

Mas o que sei eu sobre as regras hoje estabelecidas de «segurança» e que por consequência todo o resto ?

Não. Não. Não.
Se Jesus nasceu foi para consolar :
Os pobres, os abandonados, os marginalizados, os humildes, os esfomeados,enfim para todos nós.
Sim. Jesus nasceria novamente numa gruta e pobre.

Enfrentemos o nosso caminho com coragem.

DEUS é o Deus dos corajosos!

mfc disse...

... são as chamadas despesas de representação!!
Qualquer Conselho de Administração as tem!

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

Pérola disse...

Um tema sempre atual.
Não se pode confundir Jesus e Deus com Igrejas, sejam elas quais forem. Estas são feitas por homens imperfeitos.
Jesus é filho Unigénitode Deus e perfeito.
Não há comparações. Ele veio para nos salvar.
Se fossemos como ele não teria sido precisa a sua vinda.
Beijo.

Mona Lisa " Animada"

ShareThis