sábado, agosto 28, 2010

Momento de Poesia com Paula Raposo


Numa Maré


Vibro a paixão eloquente
Inesquecível e irrepetível
Não falada não dita.
Vibro profundamente
A tempestade
Numa maré
Em espuma desfeita,
Uma vaga de magia.
Vibram os sentidos
Em todas as palavras
Que se dizem.

Paula Raposo


Foto minha

8 comentários:

Graça Pereira disse...

Numa maré...as palavras soltam-se...gritam e a vida ressurge!
Lindissimo poema!
Um beijo e bom fds.
Graça

lis disse...

Uma paisagem que sempre encata o olhar. O azul do mar.É uma demonsteação da beleza imena da natureza ao noso dispor.
Lindo poema em que os sentidos vibram na presença do amor. Irrepetível,sim.
abraços

Milai disse...

Olá Elisa!
Apesar de já termos falado, aqui estou eu para comentar...eheheheh
Como já te disse diversas vezes tens muito jeito para a fotografia e dou-te os meus parabéns por todas as que publicaste. Também gostei desta poesia.Boa viagem até cá acima!
Bjs

Carmo disse...

Olá Elisa, como sempre excelentes escolhas. Fotografia e poema.
Boa semana
Beijinhos

mfc disse...

Gostava de passear ali...

comunicadoras disse...

Linda a poesia! Não conhecia. E cá vamos nós andando como as marés...tanto andamos lá em cima, vibrantes... soltos,feitos ondas gigantes, como caminhamos calmos... calados, feitos mar que chega à areia sem quase ser notado; é assim a vida...somos assim todos nós...feitos de altos e baixos.Hoje, por exemplo, estou mais para maré baixa do que que para maré alta. Um beijinho, amiga e uma boa semana!

Emília

artes_romao disse...

boa noite,td bem?
gostei muito do poema,parabéns.
fica bem,jinhos***

Lilá(s) disse...

A poesia é linda mas a imagem, essa sim faz-me vibrar os sentidos.~
Beijos

Mona Lisa " Animada"

ShareThis