terça-feira, fevereiro 01, 2011

Momento de Poesia com Agostinho Fardilha




Festejamos, neste mês, os que a Deus
estão consagrados: sede os mais pios!
vale menos contraditar ateus
e muito mais converter os gentios;
rogai-Lhe p'ra vós os auxílios Seus
e à Virgem Maria que os arredios,
incluindo os que vão dizer adeus,
rezem, pedindo p'ros seus desvarios
o indulto dos Divinos Poderios. 

Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra)

11 comentários:

Anónimo disse...

Um sábio acróstico onde a vertente religiosa é uma constante.

Abraço.

Pérola disse...

Oi amada,cheguei.
Estava viajando.
Amei seu acróstico,fevereiro nossa!!!Passou rápido janeiro.
Beijokas millll.

olharbiju disse...

Olá Elisa.
Eu bem digo...com esta coisa do FACE venho menos ao blog...DESCULPA!
Parabéns ao pai por esta bela poesia.
Bjnhossssssssssssssssssssss
alice

JPD disse...

Aí está: perfeito.
Um abraço

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

O mês de Fevereiro ficou bem mais bonito com este belo acróstico. Parabéns ao teu Pai, Lisa. Ele tem razão...mais nos vale ser pios que andar a tentar converter os outros; que Deus os perdoe!!!!
Um beijinho e...fica bem!
Emília

Meio Cheio disse...

Muito bem escrito e oh meu amado fevereiro que já chegaste =D! Adoro este mês...
Beijinho e boa semana*

Mena disse...

Olá!
Cá chegou o mês de Fevereiro cheio de poesia. Gostei, como sempre!
Bj
Mena

Graça Pereira disse...

Sinceramente, acho o teu pai exímio a elaborar acrósticos.
Gosto imenso de Fevereiro...por várias razões.
Beijocas.
Graça

artes_romao disse...

boa noite, td bem?
gostei imenso das novidades,parabéns.
fica bem,jinhos***

Lilá(s) disse...

E mais uma vez, parabéns á poesia do pai.
Bjs

Anónimo disse...

Eu acredito, que sem amigos, perdemos um bocado da vida!
Este amigo a quem me quero dirigir é um poeta , sempre presente, e com um objectivo bem definido em tudo que escreve.
Assim, Agostinho Fardilha, mais uma vez nos presenteia com um acróstico marcante de religiosidade.
Nunca é demais falar de Deus.
Sim. Este mês de Fevereiro é "um mês de muita alegria".

«Festejamos ,neste mês, os que a Deus
estão consagrados...»

Recordo de imediato S. Valentim, que faz gerar trocas de mensagens de Amor por toda a humanidade.

Todos somos convidados à santidade, à perfeição.

«sede mais pios!»

Viver...
É preciso morrer para viver.
É que, morrer é ajudar os outros a nascer e viver.

O poeta preocupa-se e aconselha.
Refere-se aos "gentios" e aos ateus".
Todos temos um pouco de incertezas e muitas vezes caímos na inteira e completa desumanidade.
Quem é perfeito?
Mas quem cai ,tem todo o direito de se levantar.
O poeta tem uma mensagem importante a transmitir.
Sem Fé, não resistiremos aos «desvarios»

«rogai-lhes p'ra vós os auxílios Seus
e à Virgem Maria...»

Todo aquele que procura anunciar a Fé de Cristo , sem vergonha , nem preconceitos está a ser um discípulo de Cristo.
Dá-me uma felicidade imensa sentir e respirar a Fé do poeta.
Através da sua arte mágica que é a poesia tenta " tocar o coração do homem"

Com o seu acróstico medito na grandeza de Deus e imploro também

Dai-me,ó Deus ,
a sabedoria
de compreender
que nenhum ser humano
é capaz de captar
inteiramente
a verdade toda.
A verdade toda?
Só Vós , ó Deus.

Muita Vida, para a sua vida, é o que desejo para o grande poeta.
Obrigada, pela mensagem cristã.
Bem precisamos dela, para mudar o mundo.
É urgente Amar.
É urgente ver no outro um irmão.
Parabéns, mais uma vez, Agostinho Fardilha.
Parabéns ,Elisa.

Mona Lisa " Animada"

ShareThis