terça-feira, novembro 01, 2011

Momento de Poesia com Agostinho Fardilha




Nuno de Santa Maria, o herói,
o guerreiro, o devoto de Maria,
vezes sem conta o inimigo destrói;
e, viúvo, faz o que já sentia:
mete-se no hábito de carmelita,
bate às portas e de rosto iluminado
roga esmola, quer grande ou pequenita;
os pobres são irmãos do seu agrado.


Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra

14 comentários:

Anónimo disse...

Uma boa alma!

Abraço.

AA.

Isabel disse...

Belo e correcto acróstico narrando a vida religiosa que Nuno Álvares Pereira seguiu, depois de ter enviuvado.

Gosto de, vir aqui, ler os acrósticos mensais.

Beijos.

Just Me...S disse...

Belissimo!!!

Beijinhos Doces

Anónimo disse...

Ora aqui temos mais um singelo acróstico.
Possuído duma simplicidade de expressão narra-nos o essencial, ou melhor fala do que é mais importante.
Hoje Dia de Todos os Santos , dia em que todos somos convidados a recordar com carinho e amor todos aqueles que souberam viver neste mundo, sem esquecer que a ele não pertenciam.

«Nuno de Santa Maria, o herói,»

Este Santo é referido neste poema como um herói.
Sim .Um herói que lutou.

«vezes sem conta o inimigo destrói;»

Quem luta por um ideal justo e sabe discernir o que é passageiro e o que permanece para sempre...esse torna-se fiel discípulo de Cristo.
Esse, como um número incontável de homens e mulheres atingiu (atingiram)
a meta.
Para atingir a meta à qual somos todos convidados é necessário que tenhamos a protecção de Maria que nos indica o caminho para chegar ao Pai.
O nosso Santo também amava a Mãe do Céu

«O guerreiro, o devoto de Maria,»

Com o Amor de Mãe "mergulhou" no mais puro amor que o levou a reconhecer que tudo passa

«e viúvo, faz o que já sentia;
mete-se no hábito de carmelita,»

pois só DEUS fica.


Não se entregou para parar, mas sim para continuar a lutar pelo que acreditava.O amor revela-se não em palavras mas em obras.Torna-se imperioso que continua a " caminhar"
Continua agora com uma heroicidade diferente da anterior.

«bate às portas e de rosto iluminado
roga esmola, quer grande ou pequenita;»

Nuno de Santa Maria vive o Evangelho e faz-nos recordar as
Bem- aventuranças:

-Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
-Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
-..................................

Os seus dias são vividas na profundidade de Deus Amor.
É dos pobres que se condói.
É por eles que luta.

«Os pobres são irmãos do seu agrado.»

Também nós somos convidados a sermos santos.
Temos o dever e o direito de o ser.

Trabalhemos para a santidade, entregando-nos a um amor desinteressado e a favor dos mais pobres.

Mais uma vez obrigada e jamais me cansarei de agradecer ao nosso amigo e poeta Agostinho Fardilha, dizendo-lhe que muito me agrada e delicia com a sua poesia.

Parabéns!
Parabéns Elisa.

mfc disse...

Eram estes os heróis da nossa infância!

quanto pesa o vento? disse...

gostei tanto!
obrigado por partilhar.
abraço.

Graça Pereira disse...

Um acróstico que assenta bem na figura de Nuno Alvares Pereira.
Gosto do mês de Novembro muito especial para mim.
Beijo
Graça

lis disse...

Quase nao conheço os santos Sr.Agostinho.Fui criada em lar cristão, mas nao católico no entanto aprendi a respeitá-los só nao tenho intimidade rsrs
Estamos só a um mês de agradecer a companhia do mestre, sempre oferecendo seus poema em versos acrósticos.
Obrigada e que Deus mande seus santos bater as nossas portas, protegendo-nos a todos , do frio, das tempestades , da fome , do desamor.
um abraço aos dois queridos.

Bergilde disse...

Das chuvas e frio que aparecem nesse período não sou muito fã,mas o post além de belo é muito sábio,abração!

Néia disse...

Oi querida...
Ano difícil este que estou passando, tenho tentado driblar todos os problemas que insistem em me atormentar.Mas confesso que sinto muita falta de todos vocês. Amo poesia rimada ve acho o acróstico um charme. Teu blog como sempre é pura cultura e beleza. Beijos e prometo voltar logo...

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Vim cá esperando ver o acróstico com que nos brindas a cada início de mês. Lindo como sempre e o que é fantástico é que há sempre um pouco de história em cada um. Parabéns e obrigada por partilhares connosco estas maravilhas de teu pai. Um beijinho e fica bem, apesar do tempo horrivel
Emília

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Oi Lisa!
Hoje consegui entrar, muitas das vezes, como referi não consigo, mas também não sei porquê.
Mais belo acróstico ,que nos vamos habituando a ver.
Este mês de Novembro é festivo cá em casa!
Até breve
Herminia

JPD disse...

Um abraço para o poeta.

Lucia Costa Siqueira disse...

Olá
Muito lindo
Parabéns ao poeta
Bjsss

Mona Lisa " Animada"

ShareThis