quinta-feira, dezembro 01, 2011

Momento de Poesia com Agostinho Fardilha



Dezembro, mês da Senhora do Ó
e do nascimento do Deus - Menino;
zagais entoam de júbilo um hino
e o mundo pecador não fica só,
mas, como Ele é o Príncipe da paz,
bem duradoira a quer entre as nações;
rasguemos já os nossos corações,
onde ficará sempre o que Ele traz.


Vocabulário
zagal = pastor

Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra


16 comentários:

Anónimo disse...

Belíssimo!

Original forma de "cantar" o Natal.

Parabéns!

Abraço.

AA.

Bergilde disse...

Nossa,como passou rápido...O ano já está terminando,mas os acrósticos aqui registrados são sempre muito inspiradores.
Abraços pra você!

mfc disse...

Desapareceu, quase por completo na nomenclatura da Senhora, o epíteto de Sra. do Ó, que apenas ainda é visível em capelas antigas e isoladas!
A visão óbvia da gravidez não se coaduna com a ideia da virgindade divulgada... deve ser essa a explicação para este "esquecimento"!!!

Carla disse...

Oi Elisa, como eu adoro este tipo de poesia, acho lindo e faz-me sempre lembrar a minha avó que para tudo tinha um "dizer". Tudo bem contigo???? Beijões

BlueShell disse...

Gostei tanto: teu pai...um artista do quotidiano, uma alma sensível...
Te agradeço a partilha, querida!

irene alves disse...

É muito bom ter esta partilha com
seu pai aqui no blogue.
A exposição da Frida vai estar até
29 de Janeiro de 2012.
Um bom fim de semana.
Beijinho
Irene

Custódia C.C. disse...

Muito obrigado pela visita e pelos Parabéns.
O poema fez-me lembrar velhas tradições que se vão perdendo.

Vítor Fernandes disse...

Ao bom estilo do seu pai, em cada começo de mês. Muito, muito bom.

Milai, disse...

Como sempre o teu Pai a pôr tudo no lugar certo...beijo para ele
Bj
Milai

Mena disse...

Lindo!
Bj

Nilson Barcelli disse...

Magnífico poema. Gostei.
E ainda aprendi que zagal é pastor...
Querida amiga, bom domingo.
Beijos.

Just Me...S disse...

Belo como sempre!!!! :)))

Beijinhos doces

Lídia Borges disse...

Adoro acrósticos, mas sei da dificuldade de construção de que se revestem.

Este é muito bem conseguido conjugando estrutura e mensagem de forma harmoniosa.

Um beijo

Savi disse...

Olá Elisa
Tantos olhares bonitos tanta atenção ao que a rodeia e que por vezes não se dá o devido valor!!
Tenho andado sumida mas não esqueci este cantinho que contém muita beleza nas suas fotos.
Parabéns ao poeta Sr. seu pai que com os seus poemas dignifica esta página.
Beijinhos com votos de uma semna muito tranquila.
Savi

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

O mês de Dezembro é tudo isso, mas quase não é recordada a mensagem trazida pelo Deus Menino. Quem lembra que estamos a preparar a festa do seu aniversário? Infelizmente poucos; os presentes estão a ser comprados, mas nenhum lhe vai caber; a festa também está a ser preparada, mas à mesa, não vai, na maioria delas, estar presente o aniversariante. É pena, mas é a realidade! Belo acróstico com sempre. Parabéns, Lisa. Um grande beijinho e obrigada pela partilha de mais uma obra fabulosa do teu pai.
Emília

Anónimo disse...

Mês de Dezembro que tão bela história contém!!!
Das histórias contadas por todos os séculos, esta é a mais Maravilhosa das maravilhosas.
.A história da SALVAÇÃO.
"O Nascimento do Deus-Menino".
O nosso poeta tem consciência plena do Amor que inundou e transformou o mundo.
Se recordarmos a história de MARIA, resta-nos apenas meditar neste tão grande mistério.

«MARIA-Senhora do Ó»

MARIA-Nossa Senhora de Fátima
MARIA-Nossa Senhora de Lurdes
MARIA-Nossa Senhora do Amparo
MARIA-Nossa Senhora dos Aflitos
Maria -Nossa Senhora e Nossa Mãe.
MARIA- RAINHA das RAINHAS.
MARIA -MÃE PURÍSSIMA
MARIA -Mãe do SAlVADOR
Não é necessário escrever mais sobre o valor desta humilde serva de Deus.

Meu Senhor e meu Deus tão divino e tão humano!
Escolheste uma simples jovem para ser a Mãe da humanidade.

Maria não deixou de se interrogar: Como poderia ser possível se era virgem e não conhecia varão?
A sua fé levou-a a dizer o SIM.
Sempre guardava no seu coração este mistério ,mas que confiava inteiramente no seu Pai do céu.

A grandeza deste nascimento deu-se num curral.!!!
E...foram os pobres,pastores vindo de longe, mas ricos de coração que logo quiseram saudar esta Mãe.

«Zagais entoam de júbilo um hino»

Quando cantamos nós, hinos de louvor ao nosso Deus?
Quantas vezes agradecemos o termos uma mãe lá no céu que a todos ama?
Quantos presentes compramos , neste mês e o Menino nada recebe?!

«mas ,como Ele é o o Príncipe da paz,
bem duradoira a quer entre as nações;»

Nada pede; nada impõe; nada força.
Que Deus é este que tudo nos dá e continua a querer dar gratuitamente?!
Não estará na altura de tomar uma atitude amorosa para com Ele?
Porque não nos comprometemos?
Porque temos medo de arriscar e dar-mos o nosso Sim como Maria, apesar de dúvidas e receios na nossa vida do quotidiano?
O poeta convida-nos a esta adesão a quem muito nos ama

«rasguemos já os nossos corações,»

Nada perderemos.

«Onde ficará sempre o que Ele nos traz.»

Não é de paz que o mundo precisa?
Através do autoconhecimento,entraremos no nosso interior.
Façamos uma Paragem.
Parar para tomarmos consciência desta grande verdade:
Que nos adianta ganhar o mundo se perdemos a vida?
Que o Menino Jesus caiba no nosso coração e que fique bem aconchegadinho.
Ele fará o resto.
Resta-nos confiar e entregarmos o nosso coração ao Seu Amor.
Se, hoje, começarmos por nós o mundo se transformará e teremos a paz que todos ansiamos e precisamos.
Mais uma vez, sem nunca me cansar, agradeço o vosso trabalho que nos consciencializa ou nos deveria consciencializar que esta vida é passageira, mas que Deus é eterno.
Parabéns!
Parabéns também para a filha Elisa!

Mona Lisa " Animada"

ShareThis