segunda-feira, fevereiro 27, 2012

Um Olhar


Foto minha


Segundo o dicionário,
o espanador
serve p'ra limpar o pó.
Mas o seu valor
pode evitar o calvário
e muito clamor
aos pobres orfãos de dó:
basta ser autor
da limpeza dos políticos desonestos
que roubaram Portugal, deixando só restos.


Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra

17 comentários:

Anónimo disse...

Tantos para espanar!!!

Abraço.

AA.

mfc disse...

Quem dera que com um simples espanador conseguíssemos fazer essa limpeza de uma vez!!

Articulação perfeita entre a impecável foto e a mordacidade linda do poema!

polittikus disse...

era bom que um espanador limpa-se a alma da dor e sofrimento..

O meu pensamento viaja disse...

Extraordinário sentido de humor e rigoroso sentido de justiça.
Parabéns.
beijo da Nina

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Este espanador é singelo demais, fofo demais...precisaríamos de vários, mas que em vez de pelos macios tivessem arame daquele farpado para que além de varridos fossem feridos todos esses políticos e poderosos que nos roubam e até restos poucos deixam. Seriam só arranhões que provocariam neles... muito leves se comparados com as feridas profundas que estão a deixar em todos nós. Parabéns ao teu Pai pela ironia feita poesia; até com ela se podem construir belos versos. Um beijinho, Lisa e obrigada pela partilha. Uma bela semana
Emília

Existe um Olhar disse...

Uma imagem perfeita para os versos do teu paizinho....quem nos dera que pudéssemos varrer toda a escumalha que nos governa.

Beijos
Manu

CÉU ROSÁRIO disse...

Ola …

Sabem…o que escrevo não é dedicado a ninguem em especial…


eu sou assim,uma story teller inremediavel…
apenas solto as frases que trago dentro do meu alforge mágico,
espalho as pelos ventos cosmicos do imaginário…
agrada me historias de amores impossiveis…
como a paixao do sol pela lua..que se tocam por momentos em espaços longinquos…
aprendi que a suprema utilidade das palavras não é servirem para designar coisas
,mas fazerem sonhar…eu sou a grande sonhadora…
a arquitecta da realidade.

Muitos pensam que sou poeta,lirica nas palavras que escolho…


mas não,porque poeta é aquela que parece pedir desculpa ás palavras,
porque ao usá-las sente que está a fazer com que percam a virgindade…
e o acto de escrever poesia transforma-se idealmente na reposiçao cirurgica
de uma virgindade perdida.Eu apenas sonho…e agarro esses sonhos…
porque neles…queridos amiga(o)s…sou verdadeiramente…livre.

Um agradecimento a todos os amigos
que me acompanham por aqui!


Um abraço!

Agulheta disse...

Amiga Elisa.Se calhar este espanador ainda será pequeno para limpar todos aqueles que nos foram deixando em lençóis de tristeza e alguma miséria.
Beijinho

lis disse...

Oi Mlisa
Seu pai está sendo muito elegante porque esse espanador é suave pra esfregar e espanar a cara dos desonestos que roubam e avacalham com uma nação.
Pra esses o ideal é quem quebrar o pau ... rs e deixá-los pianinhos rsrs
estou mazinha hoje nao é?
abraços mlisa muitos a seu Agostinho também.

ponto e virgula disse...

Uhauuu...

a grandeza da sabedoria de quem vive com a Poesia!






a...té

Nilson Barcelli disse...

Fabuloso.
O olhar clarividente do teu pai é impressionante.
Lisa, querida amiga, tem uma boa semana.
Beijo.

Lilá(s) disse...

Apetece-me comprar uma centena de espanadores...e começar a limpar...
Bjs

O meu pensamento viaja disse...

Amiga, obrigada pelo comentário.
Beijo

rosa-branca disse...

Bem amiga com tantos para espanar não havia espanadores que chegassem para tanta sujidade. Um encanto esse humor do seu pai. As fotos estáo lindas. Fazem uma boa parceria. Beijos com carinho

Mena disse...

Lindo, adorei mesmmmmooooo!

Bj

Pérola disse...

Deixei um selo para ti, passa por lá.

Milai disse...

Olá Elisa!
O teu Pai arrasou nestes três poemas se assim lhes posso chamar. Ele é o Mestre.
Beijo
Milai

Mona Lisa " Animada"

ShareThis