segunda-feira, novembro 12, 2012

Um olhar


Foto minha

Quem não tem cactos na vida?
Seus espinhos ferem o corpo,
mas às vezes também a Alma.
A água neles contida
p'ra todos seja conforto
e ao coração traga calma.

Agostinho Alves Fardilha ( o meu pai)
Coimbra

21 comentários:

O meu pensamento viaja disse...

Que lindo!
Com um cheirinho quase às quadras de S. João. Tão talentoso, tão interessante, esse senhor poeta!
A foto, de artista!
Parabéns, linda!
Beijo da Nina

São disse...

A foto está esplêndida e o poema bonito.

Esperemos que sim, que haja calma na nossa vida.

Boa semana aos dois

Graça Pereira disse...

E quem não tem espinhos?
Que o teu poema traga a todos uma doce esperança.
Beijo
Graça

✿ chica disse...

Que linda!!! Maravilha de foto tua pra combinar com os versos do teu pai . E ele tem razão, sempre há os espinhos... beijos,tudo de bom,linda semana!chica

Anabela Jardim disse...

Linda poesia! E a foto da babosa, então...
Nem todos os espinhos nos causam a dor do sofrimento.
http://odiariodeanabela.blogspot.com/
http://anabelanacasadavovo.blogspot.com/

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Espinhos, creio que todos temos, mas por vezes imaginamo-los mais agressivos do que na realidade são.
Beijinho

Fábio Martins disse...

Esses picam :(
Um boa noite minha cara amiga

Maria Emilia Moreira disse...

Parabéns ao pai e à filha! Formam uma bela dupla. O meu abraço.
M. Emília

lis disse...

Cactos são plantas espinhosas mesmo,e por terem mais água que as demais convive bem em lugares mais quentes.
Tinha uns pequeninos mas com as saídas constantes perdi-os,
os desse tipo chamamos aqui de suculentos, o que na verdade são! rs
Sr Agostinho sabe tudo e conjuga foto e poesia, não é pra qualquer um!
abrace-o por mim .
e deixo abraços também pra ti mLisa
bom amanhecer

Teresinha disse...

Querida Lisa
Linda fotografia do aloe vera... lindíssimo o poema do teu pai.
Um beijo da
Teresinha

Existe um Olhar disse...

Um poema lindíssimo que atenua os espinhos da vida e é enfeitado com uma bela foto tua.

Bella disse...

Olá :)
é um aloé vera não é? tenho dois aqui em casa :) cacto milagreiro

as vezes os espinhos da vida trazem
benções ;)

bjs

Lilá(s) disse...

Pai e filha são uma dupla única! parabéns a ambos.
Bjs

Vera, a Loira disse...

Já te disse, mas adoro as tuas fotos.

Deia Klier disse...

Adorei o texto!
Tem um selinho esperando você, minha querida! Bjs

http://deiaklier.blogspot.com.br/2012/11/selinho_13.html

Pérola disse...

Ora aí está uma bela pergunta.
Quem não os tem?
A questão é se o inserimos na decoração ou o rejeitamos acabando por ser picadas?

Muito atento, o paizinho.

beijinho

Tanita disse...

Palavras tão sábias.
Gostei muito. Bj**

(em relação ao comentário no meu post, acredito que tenha visto imensas coisas desagradáveis, mas pergunto eu: para que querem as pessoas os filhos? que criançam vão ser no futuro? sentiram-se integradas ou parte da mobilia? a sério que me faz imensa confusão.)

Maria Campos disse...

Com tantos catos e espinhos, espero mesmo que haja alguma água balsâmica que nos refresque.

Um BFS, Lisa!

almachitara disse...

Lindo...meigo...Parabéns!!
Seu blog sempre nos encantando!!

Rose disse...

Eu uso a figura da rosa na internet e sempre lembro aos amigos dos meus "espinhos", mas no caso da flor funciona como defesa.
Quanta sensibilidade ao destacar a utilidade dos cactos, isso é mais importante do que sua aparência.

Rose disse...

Estamos encantadas com essa postagem e pedimos licença para publicar no nosso blog, com os devidos créditos.
"Bjokas!"

Mona Lisa " Animada"

ShareThis