quinta-feira, outubro 03, 2013

Um olhar



O telhado duma casa
é visto com tal carinho,
como se fosse uma asa
estendida sobre o ninho.
Os telhados são terreiros
onde a neve vem poisar.
Onde passam nevoeiros
e onde o vento anda a bailar.


(Frederico de Brito)


19 comentários:

Liliane de Paula disse...

Belíssima essa foto. Telhados, telhados.
Sim, Mona Lisa, estou jogando fora um monte de fotos dos filhos, quando pequenos, fotos de meu tempo de estudante na Faculdade.
Umas poucas eu vou escanear e salvar na memória externa.
Nunca tenho tempo de vê as fotos.

✿ chica disse...

Foto linda e poesia igualmente!! beijos ainda praianos, chica

lis disse...

Gosto também de fotografar telhados. E a sensação é sempre a mesma _ proteção!
pode 'bailar o vento'que ficamos acolhidinhos debaixo desses telhados,
não é?
_ que todos tenham um.
abraço mona

Maria Alice Cerqueira disse...

Muito bom dia amiga!
Linda foto dos telhados!
Lindo seu poema!
gostei muito.
Voce mora em Santo Tirso, um dia já fui lá visitar uma amiga. Sinto Saudades!
Uma linda semana para voce.
abraço amigo
Maria Alice!

Tons neutros disse...

Um olhar diferente aos telhados!

Pérola disse...

Que lindíssimo olhar sobre a cobertura das casas.

beijos

Remus disse...

Sinto-me a voar.
Sinto-me gaivota.
Sinto-me bem.
sinto-me deliciado.

mmm´s disse...

A geometria dos telhados a desenhar um cenário pitoresco.

Vera, a Loira disse...

É a nossa protecção para todos os males do mundo, ou pelo menos, deveria ser.

Manu disse...

Voei e parei com o meu olhar por esta profusão de telhados, que me deixaram encantada.

Beijos Elisa

✿ chica disse...

Voltei pra agradecer os carinhos, desejando um lindo e feliz fim de semana! Aqui friozinho e com cara de inverno. Que diferença de ontem pra hoje,rs Ontem mar, calorão e hoje isso! beijos,chica

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

E os telhados abrigam...protegem, mas também escondem; escondem miséria...dor...violência. Uma vez alguém me disse: " a pessoa mais inteligente do mundo foi a que criou os telhados...ninguém consegue saber o que se passa debaixo deles" Gostei disto, pois é a realidade Há quem tenha belos telhados, mas debaixo deles o frio é muito e o vento penetra nos ossos como punhaladas e varre toda a paz...todo o sossego daquela gente; por mais que tentem não são abrigo...aconchego. Outros porém, velhinhos e remendados, aquecem... confortam e abrigam gente feliz. E nesta tuas fotos há vários telhados...largos, estreitos, curtos e compridos; uns remendados, outros muito novos. O que se passa debaixo deles, Lisa, penso que nem eles sabem. Beijinho e parabéns. Vês...até com telhados se faz belos quadros, fantástica poesia. Obrigada pela partilha, amiga. Um bom fim de semana. Beijinhos
Emília

Ricardo- águialivre disse...

Fabuloso

Agulheta disse...

Os telhados são as raízes erguidas ao céu.Adorei a foto.
Beijinho

Maria disse...

Sempre adorei olhar por cima dos telhados e adivinhar as histórias que escondiam...agora a tua bela imagem fez-me lembrar disso...!!!
Bjs
Maria

Bella disse...

Lindo poema! os telhados fazem-me lembrar a dança na mary poppins! bjs

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Adoro fotos de telhados. Há tempos tirei uma série delas do Castelo de S. Jorge
Beijinhos e boa semana

Maria Emilia Moreira disse...

Olá Elisa!
Foto e poema : duas delícias!
Beijos.
M. Emília

Graça Pimentel disse...

Os telhados são sempre maravilhosos quando vistos de cima. Estes têm umas palavras lindas a acompanhar.

beijinho

Mona Lisa " Animada"

ShareThis