segunda-feira, janeiro 27, 2014

Um olhar



Fiquei pensativo com o ardina.
Desapareceu como a mocidade.
De manhã acordava com o seu pregão.
Trazia novas frescas e de rotina.
Vieste aumentar minha saudade
dos remotos tempos que já lá vão.


Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra 

16 comentários:

✿ chica disse...

Linda foto e poesia do teu pai!!!Muito legal a homenagem! bjs praianos,chica

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Hoje só se vêm esse tipo de vendedores na aldeia, mas muito pouco.Na minha, onde nasci e cresci passa de vez em quando a peixeira e mais nada >Era muitas vezes oportunidade para uma conversinha e para se colocarem as " fofocas " em dia; sabiam de tudo os ardinas de antigamente, pois eram sempre os mesmo e pt sabiam tudo o que se passava na aldeia, pois não havia uma casa onde não parassem um pouco para uma conversa Tudo isso deixa saudade, sim! Um beijinho, Lisa e um bom início de semana, apesar desta chuvinha que não nos quer largar.
Emília

JP disse...

Já não há ardinas nem pregões...apenas as saudades se fixaram como névoas densas.

Beijinhos

Crocheteando...momentos! disse...

Profissões que se perderam no tempo e no olhar ficam estes belos exemplares...recordando-nos e deixando saudades!!! Bjs

Nilson Barcelli disse...

Já nem há ardinas...
Tudo se transforma e nada fica como dantes.
Gostei do poema do teu pai.
Excelente, como sempre.
Lisa, tem uma boa semana.
Beijo.

SinneR disse...

gostei...

bj doce

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Por vezes precisamos de parar um pouco naquilo que nos habituámos a ver...

São disse...

A foto está muito boa e o poema ...posso assinar com o teu pai?

Abraço para vós

Remus disse...

As pessoas pelo menos possuem respeito à estátua, porque já pelo marco de correio, não possuem respeito nenhum.
O que é pena, porque sempre pensei que esta dupla, deveria ser um monumento só. Já que eles estão plenamente interligados.

O meu pensamento viaja disse...

Acho que conheço esse ardina! Baixa do Porto?
Adorei o poema!
Beijo, boa semana e esta chuva que não desiste!!!!

Mira disse...

Gostei do ardina, também temos um
no Porto, e apreciei a poesia de seu
pai, boa semana, beijo

mmm´s disse...

Mudam-se os tempos, mudam-se os formatos de leitura diária!

Pérola disse...

A história a ser marcada nos dedos do tempo.

Beijos

Vera, a Loira disse...

A conjugação perfeita, como sempre.

Magia da Inês disse...

¸.•°♡♡♫° ·.

Lindo, quanta saudade exala desses versos!!!

Boa semana!
°º✿♫ Beijinhos

Manu disse...

Estas caixas de correio deixam-me saudades, hoje resta um olhar , uma recordação e um ardina, que também ele deixou de existir, daí que a tua foto perpetuará o papel que ambos tiveram no passado.

Beijos Elisa

Mona Lisa " Animada"

ShareThis