domingo, fevereiro 23, 2014

Um olhar



Axioma é: Primavera com flores,
brisa suave, leve e inspiradora,
de encantos naturais a geradora,
proclamada é a Rainha dos Amores.

Neste quadro e ornando as cores
lá está (stá) do candeeiro a defensora
lâmpada a eficiente pastora
que de pronto afugenta os malfeitores.

O homem, c/o espelho, no banco sentado,
as rugas na cara parece ver,
examinando todo o seu passado.

P'ra que lado a vontade vai pender?
Com firmes decisões encorajado?
ou aceitar da vida o anoitecer?


Agostinho Alves Fardilha ( o meu pai)
Coimbra


18 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo poema do teu pai,Elisa! Tantos homens e mulheres ficam à frente do espelho e quase não acreditam no que veem. E, no entanto, tão fácil: basta aceitar o nosso anoitecer...

Lindo quadro essa foto! beijos, ótimo domingo!chica

O meu pensamento viaja disse...

Parabéns ao poeta!
Primavera querida, vem!
Beijo

lis disse...

Aceitar Sr.Agostinho aceitar!! rs
se possível com coragem ...
Que venha a sua primavera.
parabéns meu poeta,
abraços

✿⊱Lilasesazuis✿⊱by Lígia✿⊱ disse...

Lindos versos do seu pai poeta!!

O homem lá teve seus dias de primavera!!!

Certamente agora, amadurecido e evouluído, aguarda o anoitecer natural da vida...que segue...

Querida, tenha um lindo domingo,

beijinhos,

Lígia e =^.^=

Crocheteando...momentos! disse...

Um poeta na vida e nas palavras! Adorei! Bj

Tétisq disse...

está quase, a primavera está quase a chegar...
muito bonito:)

São disse...

Muito bom poema!

O melhor mesmo é aceitar a passagem do tempo...

Boa semana para vós, rrss

Nelma Ladeira disse...

Lindo poema,adorei parabéns.
Beijinhos.

Lilá(s) disse...

Mais uma vez, dou os parabéns ao poeta...e á fotografa claro.
Bjs

Maria disse...

Que belo presente para começar a semana!
Aceitar o anoitecer...gostei tanto Mona...tão simples mas tão sábio ao mesmo tempo...Parabéns pelo maravilhoso pai e magnífico poeta!!
Bjs
Maria

Graça Pereira disse...

O entardecer da vida...é mais fácil para os poetas como o teu pai...
Encontram depressa o sentido da vida!
Voltei com o ar do teu blogue, quase de primavera e encontrei esta preciosidade de poema. Parabéns para quem o desenhou com palavras e um beijo para a filha que o publicou com muito carinho.
Graça

Remus disse...

Estava a pensar que o que homem tinha na mão seria um telemóvel.
Mas depois li o poema, que fala em espelho, e voltei a olhar melhor para a fotografia e de facto parece ser um espelho.

Em toda a minha vida, nunca vi nenhum que tivesse um espelho assim à mão. De facto existem homens prevenidos para tudo.
:-)

Minha vida de campo disse...

Profundo. Uma linda poesia, parabéns ao querido poeta. Me emocionei parece meu pai falando.
Bjos e tenha uma ótima semana.

Mira disse...

Seu pai é um grande poeta, parabéns
para ele e para si por partilhar
connosco, boa semana e beijo

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

E esta árvore está mesmo a ser o aconchego e o abraço deste homem que solitário encontra nela a sua companhia. Esta já nos faz sentir o cheirinho a Primavera, uma estação linda que, depois deste longo e chuvoso inverno todos ansiamos. Vergados sob o " peso dos anos e da vida de labuta bem que os nossos idosos mereciam recordar todas as suas primaveras com satisfação. Da idade ninguém foge, mas muitos desejariam fugir da vida, pois está a ser demasiado penosa para muitos deles. Parabéns ao teu pai, Lisa, por mais uma bela poesia escrita, bem acompanhada pela poesia dos teus magníficos olhares, olhares sempre atentos e dirigidos àqueles que,nestes momentos difíceis , mais precisam deles. Um beijinho, amiga e fica bem!
Emília

Liliane de Paula disse...

Vc anda com sua digital sem medo de ser roubada?

Pérola disse...

Olhares captados nas teias da sensibilidade do poeta.

E que o Sol venha bem como os jardins repletos de pessoas em bancos sentadas.

Parabéns ao srº Agostinho Fardilha que tornou uma imagem em pura poesia.

A fotografa está própria de uma profissional de 1ª.

Parabéns, Lisa.

Beijinhos aos dois.

Manu disse...

Ora aqui está um momento daqueles que também gosto de fotografar quando me passeio aqui pelos jardins da cidade.
Um banco , sol, árvores frondosas e alguém que sentado a mira-se ao espelho, tudo resumido deu uma bonita foto.

Beijos Elisa

Mona Lisa " Animada"

ShareThis