quarta-feira, abril 01, 2015

Sintonia entre olhar e poesia





                    I
Que conjunto prenhe de beleza
e de profundo significado!
Enlevada c'o artificial,
reparte-se, alegre, a Natureza
no dia ou no escuro alumiado.

II

A Palmeira, o arranjo floral
com a erva, pródiga oferece
agradável sombra a todo o ser.
O candeeiro é como o fiscal
que avisa quem do escuro aparece.

III

Unidos, são protecção de todos:
se tens namorada (o), a sombra queres
da Palmeira ou luz do Candeeiro?
Mas não te deixes cair nos engodos:
Põe-te sempre alerta onde estiveres.


Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra



19 comentários:

✿ chica disse...

LINDOS VERSOS DO TEU PAI.LINDA TUA POESIA E AO FINAL, ELE NÃO ESQUECEU O CONSELHO DE ESTAR ALERTOS ONDE QUER QUE SE ESTEJA! lindo! BEIJOS,TUDO DE BOM,CHICA

mmm´s disse...

Bom plano de luz...

Cidália Ferreira disse...

Bom dia

Fantástico poema! Adorei :-)

Beijo e um dia Feliz
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Lete disse...

Que lindo poema! Parabéns ao paizinho! :)

Crocheteando...momentos! disse...

Mais um belo olhar acompanhado com uma poesia portentosa!
Bj amigo

Remus disse...

Para já, a palmeira ainda é mais pequena que o candeeiro, mas vai chegar a altura, em que o candeeiro vai ser muito pequenino ao pé da palmeira.
É um casalinho estranho, mas pode ser que o amor entre eles resulte.
:-D

Manu disse...

Foto linda..adorei!
Os versos em sintonia perfeita.
Parabéns aos dois.
Feliz mês de Abril.

Beijos Elisa

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Casamento perfeito entre versos e imagens, amei!
Parabéns Mona Lisa, um abraço e feliz Páscoa!

Ana Freire disse...

Uma dupla imbatível em harmonia, e sempre em sintonia...
Brilhante o poema!... E super perfeita a imagem, como suporte do mesmo...
Parabéns a ambos!...
Aproveito para desejar a todos, uma feliz Páscoa, com saúde, paz... solinho... e algum calorzinho, que ao que consta, chegará por estes dias...
Vou estar alguns dias ausente, da minha chafarica virtual...
Beijinhos para todos. Até breve!
Ana

O meu pensamento viaja disse...

Elisa, já o disse aqui e repito. Nos poemas do teu pai perpassa uma indesmentível sombra camoniana. Aposto que ele leu e releu a epopeia.
A foto, perfeita!
Beijinhos, querida

cottidianus disse...

só tenho uma dúvida: o que surgiu primeiro? a foto ou o candeeiro?
excelente dupla (não o candeeiro e a palmeira, mas sim, a filha e o pai) :)

Zilnete Antunes disse...

Oi Elisa!!!
Belíssimo poema do seu pai!!!
A foto está linda tb!!! Adoro ver o céu em suas fotos!!!
Feliz páscoa!!!
Bjos!!!

Denise disse...

Olá!
Vim lhe desejar um ótimo final de semana e uma santa e abençoada Páscoa!
Bjs.
http://dedeartes-denise.blogspot.com

Graça Pimentel disse...

Como já estamos habituados, no dia 1 cá temos uma bela imagem e umas bonitas palavras do pai.

(Tenho um computador nove e falta-me o programa de imagens que tinha. Daí ter andado tão afastada do sarrabiscos...)

Uma boa Páscoa
Beijo

Diana Fonseca disse...

Adorei, sem dúvida inteligente e bonito.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Belíssimo poema e igualmente bela foto, com a habitual harmonia.
Beijinhos

Helena Resende disse...

Lindo olhar e palavras :)

http://checkinonline.blogspot.pt

lis disse...

Que bonito !Mlisa
_um poema do Sr.Agostinho inspirado na beleza da fotografia _coisa de poeta!
e diga a ele que 'vou ficar alerta...'rs
beijos aos dois amigos
e Feliz samana de Páscoa a todoa família.

Liliane de Paula disse...

Parece um grande pé de abacaxi, Mona Lisa.

E seu pai, presente na poesia.

Mona Lisa " Animada"

ShareThis