domingo, dezembro 27, 2015

Um olhar


(...)

No conforto pobrezinho do meu lar,
há fartura de carinho.
e a cortina da janela é o luar,
mais o sol que bate nela...
Basta pouco, poucochinho p'ra alegrar
uma existência singela...
É só amor, pão e vinho
e um caldo verde, verdinho
a fumegar na tigela.


(...)

Reinaldo Faria

16 comentários:

Crocheteando...momentos! disse...

Bom dia amiga!
Um belíssimo olhar...ao jeito do país que ainda vamos tendo e que eu tanto gosto!
A poesia condizente com o olhar...magnífica!
Bj amigo

✿ chica disse...

Lindo,Elisa!

Obrigadão pelos carinhos todo ano por lá e , mesmo ausente dos blogs, vim desejar um lindo e feliz 2016! bjs, chica

Catarina disse...

Um olhar carinhoso...
Enquanto houver um caldinho a fumegar na panela, o bem estar permanecera neste lar...

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Lindo, continuação de BOAS FESTAS.

Cidália Ferreira disse...

Uma bela foto que transporta a muitas recordações. Adorei

Beijo e continuação de boas festas.
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Ana Freire disse...

E o poucochinho... parece tanto, nesse recanto, tão bonito e bem cuidado!
Uma imagem adorável, Elisa! Com as palavras super bem escolhidas e harmonizadas, com a foto!
Beijinhos! Bom resto de domingo!
Ana

retriever disse...

Happy end Xmas,Happy days untill New Year,
Best regard from Belgium
http://louisette.eklablog.com "blog my city Mons in Belgium"

redonda disse...

Gostei do poema e combina muito bem com a imagem.
um beijinho e uma boa semana
Gábi

Manu disse...

Um quadro bem ao nosso jeito português e que mostra muito bem as casinhas das nossas aldeias.
Gostei desta realidade fotografada por ti e os versos não podiam ser mais bem escolhidos.


Beijos Elisa

Helena Resende disse...

Que casinha tão amorosa e mais uma vez a poesia que nos apresentas encaixa na perfeição com a imagem... :)

http://checkinonline.blogspot.pt/

Remus disse...

Eu adoro estas casinhas pequeninas em tamanho, mas grandes em ternura e verdura.
Tivesse eu que escolher, gostaria um milhão de vezes viver numa casinha assim, do que num bom apartamento.

helia disse...

Uma casa e uma Poesia muito bonitas !
Desejo-lhe um ano 2016 muito feliz !

O meu pensamento viaja disse...

Querida Elisa, já deixei aqui um comentário, ontem! Pelos vistos sumiu.
Deixo agora um beijinho.
Nina

luisa disse...

Este post é como um quadro naïf. :)
Gostei.

A Pequena Boneca de Trapos disse...

Bonitas palavras... a casa mais bonita e mais grandiosa é aquela onde existe carinho!

Bjxxx

cottidianus disse...

fantástico olhar. ao lado desse edifício grande tem essa casinha, cheia de plantas, pintada e arranjadinha...
deve ser uma espécie de parente pobre da família que vive no casarão... mas o gato escolheu o parente pobre, por algum motivo foi :)

Mona Lisa " Animada"

ShareThis