terça-feira, março 01, 2016

Sintonia entre olhar e poesia




Obra de arte que uma época marcou,
alterando não só o corpo humano,
fruto de místicas origens mostrou.
Da fonte a água fugiu, roto o cano,
e essa carência estampa-se no rosto,
ou melhor, na língua que, em aflição,
d'alguma gota quer sentir o gosto
para acalmar de sede a sensação.


Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra
11-5-2026 / 23-4-2015

20 comentários:

olharbiju disse...

Sempre com belas fotografias e legendas.
Beijinho amiga
Alice

helia disse...

Bonita Poesia !

✿ chica disse...

Adorei a foto e como sempre , linda a poesia do teu pai! bjs, lindo dia, tuuuuuuudo de bom! chica

Bella disse...

Fico feliz que gostes dos trabalhos de croché :)

Essa fonte é uma beldade! A sebe em que se encontra dá um encanto único!

bjs

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Uma bela sintonia.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

Cidália Ferreira disse...

Foto bonita!
Poema maravilhoso.

Beijo e um dia feliz.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Manu disse...

O mês de Março chegou e com ele mais uma bela foto e excelente poema do teu pai.
Não sei onde fica esta fonte, mas que é linda disso não há dúvidas, gosto das cores e da perspectiva.

Beijinhos Elisa

Ana Freire disse...

Perfeitas obras de arte...
A fonte... a imagem... o poema... Como sempre uma sintonia perfeita!
Antes que me esqueça, irei nomear por lá no meu blog, em futuro post, este blog, para um prémio que também me foi atribuido...
Beijinhos! Um feliz dia, Elisa!
Ana

Remus disse...

Uma bela harmonia entre o natural e o criado pelo homem.

Carpe Diem disse...

Um momento fabuloso!! Que bela foto!!
Beijinhos

Liliane de Paula disse...

Uma fonte.
aqui estaria seca por conta do Aedes Aegypt.

Emília Pinto disse...

Mais uma prova de que a natureza manda. Não adianta querer desafiá-la, destrui-la, pois ela sempre vence. O cano rasgou-se? Problema do ser humano...a agua segue o seu caminho alterando a criação. Muito interessante este post, Lisa. Beijinhos e até sempre,
Emilia

lis disse...

Sempre muito agradável ler poemas do seu pai_ é como se ele estivesse entre nós e está com seus acrósticos poéticos que a gente nunca esquece.
Que março venha trazendo a magia da poesia do Sr.Agostinho.
E vamos ser felizes!
beijos Elisa boa semana

O meu pensamento viaja disse...

Querida amiga, entendo muito bem o teu desânimo porque eu própria passei por uma fase idêntica em 2015. Confesso que foi um alívio, quando tudo terminou, embora, a seguir, tenha vindo a dor e depois a saudade. A vida pode ser um fardo difícil decarregar. Ainda bem que compartilhas connosco, tuas seguidoras fiéis, o lado luminoso dos teus dias.
Que a Primavera te anime, são os meus mais sinceros votos.
Beijo da Nina

Crocheteando...momentos! disse...

O poeta sempre presente tal como a arte...magníficos e inesquecíveis!
Adorei este registo...bj

Crocheteando...momentos! disse...

O poeta sempre presente tal como a arte...magníficos e inesquecíveis!
Adorei este registo...bj

Crocheteando...momentos! disse...

O poeta sempre presente tal como a arte...magníficos e inesquecíveis!
Adorei este registo...bj

MARILENE disse...

São belos os versos do seu pai. A foto parece um registro feito para eles. Bjs.

Ailime disse...

Boa noite Elisa,
Fabuloso poema de seu pai em total sintonia com a sua magnifica foto.
Um beijinho.
Ailime

aluap Al disse...

Palavras sábias do Sr. seu pai.
Estas fontes marcaram uma época.

Mona Lisa " Animada"

ShareThis