segunda-feira, março 01, 2010

Momento de Poesia com Agostinho Fardilha


Marte,deus da guerra, deste o nome
ao primo mês do velho calendário
romano. Habitaste de Juno o ovário,
(ç) com Vénus o amor houve renome;
o tempo das estações é diário.(a)

Agostinho Alves Fardilha (o meu pai)
Coimbra

(a) alusão ao clima das 4 estações que normalmente, se verifica num só dia.

18 comentários:

Pérola disse...

Boa noite.
Curiosa a sua postagem.
Gostei muito.
Um beijo grande.

GRAÇA disse...

Gostei ,boa semana e bjs
Graça

A Magia da Noite disse...

muito bem escrito.

Mal-Me-Quer Bem-Me-Quer disse...

Adorei!!!
Como sempre.
está tudo bem Amiga, já estás em casa, ou ainda estás em Cpimbra.
Beijocas e boa semana
Ana

artes_romao disse...

boa tarde,td bem?
mais um momento fantástico...
parabéns;)
fica bem,jinhos***

Pérola disse...

Vim te agradecer a visita e te deixar um beijo.
Obrigado pelo carinho.

Milai disse...

Olá amiga!
realmente só o seu Pai para fazer poesia assim.
Beijinhos

PreDatado disse...

Muito bem, como sempre, o Sr. Agostinho Fardilha.

JPD disse...

Deseja-se ardentemente que esta Março venha soalheiro.

Saudações

lis disse...

Oi Mlisa
E voce fazendo jus ao nome que carrega Agostinho Fardilha , poeta e pai.
Muito bom. Parabéns, gostava de ter um pai poeta também . o meu me deixou cedinho,e a poesia que ficou comigo foi a saudade daquele olhar último.
grande abraço

Anónimo disse...

Mais um acróstico escrito com talento e conhecimento.
Já não nos surpreende esta capacidade de escrita do Sr. Dr Agostinho Fardilha.
É uma partilha louvável!!!

O comentador J P D escreveu:

« Deseja-se ardentemente que este Março venha soalheiro.»

Lamento desapontá-lo.

Embora conheça o provérbio:
Março, Marçagão
De manhã Inverno
De tarde Verão.
Mas o que é certo é que não temos ficado só por aqui.

Vou mais de encontro ao que diz o nosso poeta:

«O tempo das estações é diário»

Sim tem toda a razão. O que temos tido até ao momento presente?
Um tempo de estações!!! Não concordam ?
Quantas variantes, temos tido num só dia?


Ora aí está,como é verdade.!

Como este acróstico do mês de Março ( Marte )
está rodeado de Mitologia Romana !
Inicia com MARTE , deus da guerra, um deus cruel e bárbaro,mas dá origem ao nome Março que é para todos um anúncio de Primavera.

Este Marte foi concebido por Juno:
«...Habitaste de Juno o ovário,»

e já casado é "infiel" e por
Vénus, a Deusa do Amor, se apaixonou:
«com Vénus o amor houve renome»

E assim duma forma aparentemente
condensada nos surge este escrito , que não é nada de espantar aos olhos da humanidade, pois os casamentos realizam-se com todo o amor , mas as infidelidades são constantes.
Talvez por causa da« instabilidade atmosférica» as relações amorosas
sejam afectadas!!!

Parabéns , poeta, pelo trabalho elaborado.
Esperamos pelo próximo.

Beijinhos para a filha Elisa, que é uma sortuda.

Nilson Barcelli disse...

Março, desvendado poeticamente.
Mais um regalo ler este poeminha do teu pai.
Querida amiga, boa semana.
Um beijo.

Lia Noronha disse...

abraços carinhosos.
adorei td por aqui.

rosa-branca disse...

Olá amiga, lindo poema. Beijo

mfc disse...

A forma hábil de contar uma história em verso.

Just Me...S disse...

Sempre fantastico!!! O teu pai é um poeta!!!!

Beijoca doce

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ BOA NOITE, BELO TEXTO/POÉTICO...ADOREI CONHECER ESTE MAGNÍFICO ESPAÇO... ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

Paula Raposo disse...

Adorei!!

Mona Lisa " Animada"

ShareThis